quarta-feira, 17 de novembro de 2010

...eis a questão!!!

Olá pessoas do meu Brasil veronil...
Depois de um bocado de tempo, cá estou de volta!

O post de hoje não será sobre algum perreio que passei, ou alguma dica... será sobre um impasse!

Permita-me que eu lhes conte:

Atualmente, moro em Taubaté e trabalho em Pindamonhangaba, ambas cidades do interior de São Paulo. São cidades vizinhas (15km entre elas). Minha vida toda morei em Taubaté, uma cidade de 300 mil habitantes, com recursos de uma cidade grande e ar de interior. Taubaté fica num eixo sensacional. Estamos à 1h de Ubatuba (litoral), meia hora de Campos do Jordão (montanha) e de Aparecida do Norte (Santuário Nacional) e uma hora e meia da capital, ou seja, somos a melhor "esquina" do estado, como dizem por aqui.

Tudo muito lindo, tudo muito belo, mas a fábrica onde eu trabalho vai se mudar.

Isto mesmo... a fábrica deixará Pindamonhangaba e irá se transferir para Limeira, mais pro interior do estado (próximo à Campinas). A estrutura da cidade parece ser bem parecida com Taubaté, porém não fica próxima à praia, montanha e outras coisas mais.

E aí surge meu impasse: ir ou não ir pra Limeira???

Sei que tal transferência será ótima pra minha vida profissional e quem sabe, também pra minha vida pessoal, pois estarei enfrentando novos desafios morando "longe" da família.

Lá, vou ter de alugar um lugar e morar, quem sabe, não mais sozinho.
Eu tenho aqui um apê financiado... ou seja, o montei do jeito que eu queria.

Coloquei piso e privada preta na suíte, montei meu home theater, pendurei minha TV na parede, coloquei cubas suspensas nos banheiros... enfim... tá tudo tão certo que dá dó alugar pra alguém.

Tipo, não consigo imaginar uma pessoa cagando na minha privada preta!!! hahahahaha

Sei que é bobeira, mas é estranho pra mim... rs

Por outro lado, eu tenho a idéia de futuramente, trocar o apê por uma casinha em um condomínio. Sinto falta de fazer um churrasquinho com os amigos em casa.... e assar carne no grill não é a mesma coisa e nem proporciona a mesma interação e alegria de uma churrasqueira... não é verdade!?
Então, eu alugando o apê, já posso pensar nessa futura troca.

Bom... ainda tenho um ano pra pensar, mas já deixei claro que minha intenção é me mudar junto com a fábrica. Vamos deixar as águas rolarem e quem sabe, logo logo, estarei postando aqui no blog, diretamente de Limeira!!!

É isso aê pessoal!

Vamo que vamo! pra Limeira?

P.S.: Em Limeira, serei "mais ou menos" vizinho do nosso querido amigo Vini, do blog Morando Sozinho. Vou esperar as cervejas geladas hein, Vini!? hahahaha

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Colocando cortinas

Opa! Cá estamos mais uma vez para retratar um caso onde a tarefa aparentemente era simples, mas na hora da execução você percebe que não é bem assim!!!

Dessa vez fui me meter a colocar duas cortinas que comprei lá pra casa.
Primeiro que já penei pra encontrar a cortina que eu queria. Comprei a cortina de bambu, como na foto ao lado, e pra isso precisei ir até a cidade vizinha aqui pra encontra-la.

Compradas as cortinas, boa lá pendurá-las.

Abri o pacote e já vi que o fabricante não manda as buchas pra fixação, ou seja, precisei "filar" umas do meu avô. Inclusive, já aproveitei pra emprestar dele também a furadeira, pois não tenho uma em casa. hehehe!

Bom, antes de começar a brincadeira, fui separar as ferramentas necessárias pra tal tarefa. E aí já percebi que pra fazer míseros furinhos na parede seriam necessárias vários apetrechos se você não quer que fique tudo torto! Então separei:

- Furadeira (pra furar, claro);
- Buchas e parafusos (pra pendurar a bagaça);
- Trena (pra medir as distâncias e não deixar a cortina muito torta);
- Caneta (pra marcar as medições da trena e furar mais ou menos certo);
- Martelo (pra enfiar a bucha até o talo... ui!);
- Alicate (pra rosquear o parafuso até o talo... ui de novo!);
- Escada (pra alcançar o baguio).

Mãos à obra!

Foi um parto medir com a trena com uma mão e marcar com caneta com a outra mão em cima de uma escada bambeando! Mede um lado, marca! Mede do outro, marca! Confere: tá torto! Marca de novo, e de novo e assim vai. Até que a parede fica com várias marcações e no final você mede de novo pra achar qual das marcações é a certa!

Beleza! Tudo marcado! Bora furar!

Pega a furadeira e... putz!!! O fio é curto! Não chega da tomada até onde será o buraco! Extensão é a solução! Pelo menos seria, se eu tivesse uma em casa!!!

Fuço nos meus armários e encontro fio elétrico e duas tomadas: uma fêmea e um macho! É... eu tinha comprado tudo aquilo justamente pra fazer uma extensão um dia, mas como nunca precisei, tava ali encostado e desmontado! Mas agora era a hora e então fiz a danada da extensão!

Vamos voltar ao furo!

Em cima da escada, com a furadeira na mão. A broca na furadeira já é a correta. Encosta na marcação que também é a correta, mão firme e... putz! Lá se foi uma lasca do reboco da parede!!! Bom, agora é terminar o buraco e torcer pra que a cortina, quando pendurada, dê uma disfarçada no rombo.

Lição aprendida, vamos para o próximo buraco. Mão mais firme ainda e lá se foi mais um pedaço de reboco da parede! Dessa vez menor... Tô ficando craque!

Buracos feitos, bucha neles! Uma marteladinha pra assentar e parafuso nelas!

Pega a cortina... pendura um lado, pendura o outro e tá feito!
Aquela conferida pra ver se a cortina tampou os estragos e PRONTO!

Pronto? Pronto nada!!!
Quando olhei pro chão, tava que era só pó!!!
O
u eu realmente estava achando que a furadeira também fazia papel de aspirador de pó e sugava pra ela todo o resto da parede?

P
ensando bem, até que não seria uma má idéia lançarem isto no mercado... Opa! Idéia minha hein!? Vou patentear!!! hahahahaha!

E
ntão, me restou pegar o aspirador e limpar toda aquela poeira.
E pior... ainda tinha que guardar tudo aquilo... todas aquelas ferramentas!!!

E pior ainda... ainda tinha mais uma cortina pra colocar...

domingo, 22 de agosto de 2010

Receita: canapé de carpaccio e rosbife

Aê pessoas!

Com o corre-corre do dia-a-dia tô tendo pouco tempo pra postar por aqui.
Mas, arrumei um tempinho pra deixar uma receita pra vocês, boêmios e butequeiros de plantão.

Essa receita aprendi num barzinho aqui na cidade. Eu modifiquei um pouco, mas a essência é a mesma e fica muito bom pra ser servido como petisco naquela reuniãozinha na sua casa com os amigos e cervejas.

Não vou mencionar quantidade dos ingredientes, até porque não sei mensurar essas coisas... hahahaha! Mas pela receita você consegue identificar o quanto deve ter pra preparar sua porção.

Bom, vamos lá!

Ingredientes:
- Pão de forma integral (de preferência sem bordas);
- Margarina;
- Azeite;
- Fatias de carpaccio;
- Fatias de rosbife;
- Pepino picles;
- Mostarda escura.

Modo de preparo:
Passe margarina no pão de forma integral. Só uma passada superficial, pra dar o sabor. Pingue gotas do azeite sobre o pão. Coloque a fatia do carpaccio e a fatia do rosbife. Corte a fatia do pão em quatro partes iguais. Corte o pepino picles em rodelas e coloque uma em cada pedaço do pão cortado e pingue a mostarda escura sobre o pepino.

Fácil né? Faça vários desse e postariormente coloque na geladeira por alguns minutos pra dar uma "geladinha". Sirva e bom apetite!!!

Dica: Fica show com molho inglês! Tenha sempre um na sua geladeira!!!

A foto abaixo mostra a porção que fiz aqui em casa pra um dia de boemia. Claro, a galera já tinha acabado com grande parte...rs!


Depois me contem como foi aê, ou melhor, me convidem quando fizerem!!! hehehe

Abraços!!!

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Mudança-a-a-a-a-a!!!

Alô pessoas do meu Brasil Veronil!

Como já disse num post anterior, estou de mudança!
Acessem o Home(r) Alone agora no Wordpress!

http://homeralone.wordpress.com

E por favor, comentem la... mudem seus favoritos, alterem os links em vossos sites e blogs pra apontarem pro meu novo endereço... por favorrrr!!! rsrsrs (sentiram o desespero?)

Abraço cambada e espero vocês lá!!!

P.S.: Em breve compro um domínio e acabo com essa baixaria! rsrsrs

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Coisas que não são legais de fazer...

E aê pessoas do meu Brasil… sil… sil… sil!

Como eu disse no meu post anterior, estou de mudança... acessem também o Home[r] Alone! no Wordpress!!!

Bom, este meu post relata algumas coisas que é melhor a gente não tentar fazer em casa em determinadas situações (geralmente após algumas biritas)… Claro que a idéia deste post surgiu após um final de semana desastroso que tive em casa e por isso resolvi alertá-los! hehehehe!

Vamos à lista:

1) Beber e fumar ao mesmo tempo!
Definitivamente não dá certo… Ou você só bebe, ou você só fuma, pois certamente vai acontecer alguma merda, como por exemplo, queimar o sofá com o cigarro ou derrubar as bitucas e cinzas no tapete. Se você optar por só beber, cuidado, pois você também corre o risco de ficar bêbado e derrubar a bebida no sofá ou tapete. Se for algo que sai com um pano molhado, beleza… senão vai ficar marcado pro resto da vida (ou até comprar outro), assim como a queimada que você deu com o cigarro.



2) Mexer na parte elétrica sozinho em casa ou num final de semana
Bom, como todos já devem imaginar, esse ponto fala de você tomar choque estando sozinho em casa, principalmente se for num chuveiro onde a tomada geralmente é de 220v e você já tiver tomado algumas doses. E também, não é legal você querer tentar mexer em algo que tá funcionando no final de semana, pois qualquer problema que dê você só vai conseguir um técnico na segunda-feira. Então é melhor já chamar alguém que manja logo de cara!

3) O próprio ato de beber sozinho
Fala aê se não é chato encher a cara sozinho? Claro, tem vezes que a vontade é essa mesmo! Mas o mais legal é ter companhia pra embebedar junto, portanto, sempre chame os amigos e familiares pra “reuniões”.



4) Cair

Cair já não é bacana… ainda mais se você estiver sozinho em casa e bater a cabeça na queda… aí fudeu! Portanto, como diz Arnaldo César Coleho, a regra é clara: não caia!! Como? Evite sair correndo do banheiro com o pé molhado, descer escadas de meia e enxugue a água que você derrubar no chão, pois pode ser uma armadilha futura!

E por fim…

5) Sexo
É fato! Nem de longe o sexo sozinho (também conhecidos como bronha e siririca – já dizia as Velhas Virgens) é bacana como a transa. Portanto, chame alguém do sexo oposto para fornicar!

É isso aê… comentem e deixem mais coisas que não são bacanas de fazer em determinadas situações… hehehehehe!

Abraço pessoal… e vamo que vamo!!!

terça-feira, 25 de maio de 2010

De mudança...

E aê cambada!!! Comé que tão?
Por aqui, na correria total no trampo, até por isso sumi daqui.
Mas estou aqui pra dar-lhes uma notícia: estou de mudança!
Não... não é mudança de emprego, de casa, de cidade, estado ou país... É apenas mudança do blog! rá!
Criei um novo Home[r] Alone! no Wordpress (posso falar dele aqui? rs)!
E por isso, deixo aqui meu novo endereço:
Continuem visitando e com o tempo, vou migrando os posts daqui pra lá pra tentar manter um histórico bacana!!!
Valeu à todos que aqui acessaram e espero que continuem acessando por lá tb!
Abraços e bóra lá!

segunda-feira, 29 de março de 2010

Receitas Genéricas

Hoje em dia tá na moda esse termo "genérico". Quando você ouve falar isso, imediatamente já pensa em remédio, certo? Certo... mas até agora!!!

Nós que moramos sozinhos, somos cheios de inventar moda... seja em relação a fazer algo pra comer, beber, distrair ou passar o tempo mesmo...

Pensando nisto, resolvi listar algumas coisas que são possíveis de fazermos em casa, seja pra economizar ou pra fazer graça mesmo!

Vamos à lista:

(1) AMARULA GENÉRICA

Ingredientes:
750ml de Conhaque;
1 lata de creme de leite;
1 lata de leite condensado;
1 colher de sopa de leite em pó;
2 colheres de sopa de chocolate em pó.

Modo de fazer:
Bater tudo no liquidificador e servir gelado.

P.S:
Essa receita eu peguei na net, ainda não a fiz. Porém conheço outra que fiz e aprovo, para maiores informações, me contate...rs!

(2) PRESTÍGIO GENÉRICO

Ingredientes:
400 g de coco seco ralado;
1 lata de leite condensado;
1 xícara (chá) de glucose de milho branca;
8 colheres (sopa) de leite em pó;
300 g de chocolate ao leite misturado com 300 g de chocolate meio amargo derretidos em banho-maria.

Modo de fazer:
Numa tigela misture coco seco ralado, leite condensado, glucose de milho branca e leite em pó. Amasse bem. Numa assadeira baixa e retangular (32 cm X 21 cm), forrada com saco plástico, distribua a massa (feita acima). Leve para a geladeira por 2 horas. Retire da geladeira e corte barrinhas de 10 cm X 1,5 cm. Reserve. Banhe as barrinhas de coco em chocolate ao leite misturado com chocolate meio amargo derretidos em banho-maria e disponha sobre papel-manteiga. Leve para gelar por 15 minutos apenas para secar o chocolate. Corte as sobras com o auxílio de uma faca pequena.

Rendimento: 40 unidades;
Custo total da receita: R$ 8,00;
No mercado - 4 unidades custam: R$ 4,46 reais;
Nesta receita - 4 unidades custam: R$ 0,80 centavos.

(3) MILK SHAKE DE OVOMALTINE BOB'S GENÉRICO

Ingredientes:
3 colheres de sopa de ovomaltine;
100ml de leite bem gelado;
3 bolas de sorvete de creme.

Modo de fazer:
Bata no liquidificador o leite e o sorvete por 1 minuto. Acrescente o ovomaltine e bata até misturar. Não bata muito, senão o ovomaltine vai derreter. Coloque em um copo grande e salpique mais um pouco de ovomaltine.

(4) DANONINHO GENÉRICO

Ingredientes:
500g de morangos limpos cortados ao meio;
8 colheres (sopa) de açúcar;
1 colher (sobremesa) de suco de limão;
1 e meia xícara (chá) de leite bem gelado;
1
lata de creme de leite bem gelado;
200g de ricota.

Modo de fazer:
Numa panela coloque os morangos, o açúcar, o suco de limão e ferva mexendo sempre por cinco minutos. Retire do fogo e coloque no liquidificador com o leite e o creme de leite, ambos bem gelados. Vá acrescentando a ricota aos poucos, batendo até formar uma pasta lisa um pouco mais mole que o Danoninho original (ao ir para a geladeira, seu Danoninho genérico ficará com a mesma consistência do original).

(5) SMIRNOFF ICE GENÉRICO

Ingredientes:
1 litro de vodka;
2 litros de Sprite;
1 envelope de Clight de limão;
1 litro de água mineral com gás.

Modo de fazer:
É só misturar todos os ingredientes bem gelados.
Rende o equivalente a 16 garrafinhas.

(6) DANETTE GENÉRICO

Ingredientes:
4 colheres de sopa de maizena;
6 colheres de sopa de chocolate em pó;
1 litro de leite;
1 gema;
1 lata de leite condensado;
1 lata de creme de leite.

Modo de fazer:
Misture todos os ingredientes, menos o creme de leite, e leve ao fogo até engrossar. Espere a mistura esfriar um pouco e bata na batedeira, juntando o creme de leite aos poucos.

(7) LEITE CONDENSADO GENÉRICO

Ingredientes:
10 colheres de sopa de açúcar;
1 copo grande de leite em pó;
1/2 copo de água fervendo;
1 colher de margarina sem sal.

Modo de fazer:
Bata tudo no liquidificador por 5 minutos. Leve à geladeira por várias horas (mais ou menos 4 horas).

(8) MC FRITAS GENÉRICA

Ingredientes:
1 kg de batatas;
Sal a gosto.

Modo de fazer:
Descasque as batatas e deixe de molho na água. Leve uma panela com água no fogo, e deixe ferver. Coloque aos poucos a batata de cada vez e ferva por 3 minutos. Retire-as e coloque-as na água fria, para parar o processo de cozimento ( por 3 minutos). Retire as batatas da água, e enxugue-as uma a uma. Congele em aberto. Depois de congeladas, coloques-as em sacos próprios para congelamento, bem fechados, e volte ao congelador. Frite as batatas ainda congeladas, em óleo bem quente até ficarem douradas!!!

É isso aê pessoas... Em breve, mais receitas de coisas genéricas... hehehehe!

Se alguém se arriscar em alguma dessas aê ou tiver alguma receita a mais, por favor, comentem!!!

quarta-feira, 24 de março de 2010

Móveis de papelão?!

Calma... você não está louco, bêbado ou coisa parecida. O título é este mesmo: móveis de papelão!
Desde que me mudei (já faz um ano), não cheguei a comprar uma mesa pra colocar na sala de jantar devido à dois motivos: (1) grana, e (2) dúvida.
Grana porque eu estava pagando os outros móveis e acabei deixando a mesa por último e dúvida porque não sei se coloco uma mesa de jantar ou duas mesas menores, altas, estilo barzinho... hehehehe!

Por estes motivos, estou improvisando uma mesa em casa. Estou utilizando a caixa de papelão onde veio meu home theater. Ela é baixa, claro... mas não a utilizo pra almoçar, lanchar ou jantar. Ela é utilizada somente em casos de reuniõeszinhas em casa para servir de apoio para bebidas e petiscos. Tenho uma outra caixa grande, que está encostada na parede da sala fazendo o papel de aparador.
Por estes dias, estava navegando na net, até que vi a chamada abaixo:

Fonte: http://casa.abril.com.br/


Então pensei: "Pô... tô seguindo a tendência sem saber!"

Mas quando acessei a matéria em si, vi que as pessoas não pegavam a caixa e a utilizavam como elas são, assim como eu. Tinha todo um trabalho tipo "educação artística" (aquela matéria que você tinha no pré-primário).

A idéia parece bem bacana, ainda mais pra alguém como eu, que não tem móveis, mas tem caixas de papelão. Claro que não investirei em compra de papelão... vou usar o que tenho... se der deu, se não der, não deu (óbvio!). O máximo que pode acontecer é eu fazer uma cagada (quase certeza) e perder as caixas e consequentemente ficar sem minha mesa e aparador atuais.

Encontrei uns modelos legais que me interessaram... apesar de não ter os moldes, vou tentar fazer algum deles no "zóiômetro"... vejam:


Vamos ver se sai alguma coisa!

Se alguém for arriscar... comente!

É isso... fikdik (como dizem por aí)
See ya!

segunda-feira, 22 de março de 2010

E já faz um ano...

E aê pessoas... tudo certo?

Bom, neste mês de março completou um ano que to morando sozinho e depois desse tempo, somos capazes de fazer um balanço de como era e como está!

Certamente, conforme o tempo vai passando, você tende a ficar mais desleixado com as coisas... Quando digo coisas, quero dizer "absolutamente tudo". Não sei quanto a vocês, mas no meu caso:
  • Tenho preguiça gigante de sair de casa muitas vezes;

  • Faz um bom tempo que não faço um arroz, frito um bife ou como uma salada... minhas refeições agora são a base de carne de hamburguer (pronta em 2 minutos no microondas), miojo (o famoso 3 minutos), congelados ou pão de forma com presunto e queijo na sanduicheira;

  • Minhas contas ficam jogadas e com isso, geralmente estão vencidas quando as encontro;

  • Já não passo mais apirador de pó pela casa, muito menos faço uma faxina meia-boca. Mas neste caso, tenho uma faxineira-uma-vez-por-mês que dá conta do recado;

  • As formigas já são raça dominante no apartamento. Milhares delas caminham tranquilamente na minha cozinha, fazem rastros, malabarismos, pirofagias e outras coisas mais. Impressionante como, mesmo eu tacando remédio no provável formigueiro, no dia seguinte já existe um novo! Fica de lição para nós;

  • Já não lavo a louça imediatamente depois de usá-la. Fica na pia por dias ou semanas. Espero juntar um monte e lavo, ou então deixo tudo pra faxineira-uma-vez-por-mês. Claro, que isso contribuiu muito pro item acima: formigas dominantes;

  • As vezes, o lixo junta também. Meu tanque, em certas ocasiões, parece um mini-aterro-sanitário-particular (mais um prato cheio para as formigas territoriais);

  • Arrumar cama? Não fiz isso nem no meu primeiro dia do apê, não seria agora que começaria fazer né?

  • Aquele simulador de caminhadas que comprei e jurei que não viraria cabida, já ostenta uma calça jeans e uma camiseta;

  • Preciso comprar uma mesa de jantar. Até hoje não tenho e com isso sempre como no colo. Quando faço reuniõeszinhas em casa, uso a caixa de papelão do meu Home Theater como mesa. Quebra o galho, mas não pode ficar definitivo... Apesar de quase já estar! hahahahaha;

  • No começo eu me viarava como pedreiro-eletricista-carpinteiro em casa, hoje em dia tô mais pra bicho-preguiça-com-preguiça. Já não coloco mais rejunte em vãos. Os furos de pregos e parafusos tirados continuam abertos. O estrado da cama continua quebrado. Não instalei o suporte da TV na parede. As canaletas pra passar fios e cabos continuam encostadas na área de serviço.
Pois é... um ano se passou e essas mudanças foram as que senti. Como será agora? Tomarei ações em cima destes pontos? Vai continuar a mesma coisa? Vai piorar? Sei lá... isso só saberemos nos próximos capítulos...

Uma coisa boa depois deste "1 ano" morando sozinho: agora faltam 19 anos para pagar o financiamento. Kuá!

E vocês? Que mudaram durante o tempo que moram sozinhos(as)?

Abraços e vamo que vamo!!!